teatroheader.jpg

Valores sociais agregados ao teatro

Por George Carvalho

teatrologo.jpg           Cuida Bem de Mim é ambientada numa precária escola pública que enfrenta diversas manifestações de violência através do conflito entre dois grupos rivais: o primeiro, consciente de seus direitos e deveres; e o segundo, devido a circunstâncias de sofrimento, revoltado e violento. A peça aborda o conformismo e a falta de estímulo por parte dos profissionais de escolas públicas, e ainda dá margem ao desenrolar de uma trama amorosa entre dois jovens de grupos rivais: Sinval, interpretado por Fernando Santana, e Rita, por Jane Santos.

          O ápice da peça ocorre quando uma atmosfera de violência exacerbada nas relações entre os alunos eclode, levando a uma reflexão sobre o papel da educação na vida de cada um. A parte cômica da peça, encabeçada pela personagem Das Dores, a versãocuida01.jpg jovem para uma beata, é tão bem desenvolvida que, muitas vezes, anula o lado dramático doCuida Bem de Mim retrata o cotidiano precário das escolas públicas. espetáculo. O tom dramático, bastante explorado na divulgação e que deveria ser a marca registrada da peça, não se desenvolve com a intensidade esperada, o que dá uma leve incoerência no final da trama. O cenário desenvolve perfeitamente sua função cênica, ambientando diversos locais de uma escola (sala-de-aula, pátio, secretaria, cantina, banheiro) de maneira bastante simples, porém original. A iluminação não apresenta surpresa e a trilha sonora, apesar de pouco trabalhada, representa bem o ambiente juvenil apontado pela montagem.

          Mais do que um espetáculo, Cuida Bem de Mim é um projeto que focaliza jovens, agentes e vítimas da violência em todas suas dimensões. A essa juventude, o projeto dispõe de oportunidades educativas para que os potenciais se transformem em competências. A versão atual foi montada num período de nove meses, tem como diretor e co-autor do texto Luiz Marfuz e passou a ser encenada por jovens atores, alunos de escolas públicas, oriundos de bairros populares de Salvador. Todos passaram por um processo de preparação artística e desenvolvimento pessoal e social, além de testes para os papéis, com exceção de Jane Nascimento que interpreta Das Dores e foi convidada para o papel, substituindo uma outra atriz.

Os alunos de uma escola pública se enfrentam em um dos momentos finais da peça.          Em dez anos de apresentações, o Cuida Bem de Mim atingiu cerca de 200 mil pessoas com 700 apresentações em mais de 200 escolas públicas e teatros. Recebeu o prêmio Bahia Aplaude como destaque teatral do ano em 1996 e o Prêmio ECO como experiência educacional mais relevante do Brasil em 1997. Aplaudido pelo público ao qual é dirigido – um público pouco especializado e pouco acostumado a teatro – e também pela crítica pelos valores de cunho social que agrega, a ingenuidade do final feliz ilustra bem a proposta do espetáculo.