CineCrôica - Regular           O Vidente, ou Next, tem como sua maior façanha o orçamento de 70 milhões de dólares em uma ficção científica que conta com nomes consagrados em Hollywood em uma mesma obra, apresentando poucas inovações, mas entretenimento fácil.
Cris Johnson (Nicolas Cage) é um mágico decadente que se apresenta em casas de show praticamente vazias em Las Vegas e é descoberto pelo FBI como um cidadão pouco comum que detém um dom especial de ver as coisas pouco antes que elas aconteçam. Com isso, Johnson pode continuar se apresentando com seus truques baratos e sobreviver de apostas O Videntenos cassinos da cidade, claro!
           A vida de Johnson só começa a mudar quando a agente Callie Ferris (Julianne Moore) o recruta para trabalhar no FBI impedindo que um ataque terrorista possa ser concretizado na Califórnia. O roteiro, que propõe ação, acaba interessando mais pela questão romântica de se conhecer e construir uma relação com alguém que você já saberia que conheceria e construiria relação, como é o caso de Johnson ao conhecer Elizabeth Cooper (Jéssica Biel).
           Com a forçada interpretação de uma agente durona de Moore e um carisma decadente de Cage, O Vidente consegue se manter estável e atrativo apesar de seus maiores contratempos, que incluem, ainda, os vácuos no roteiro como a subestima de personagens secundários e a falta de explicação lógica para algumas peculiaridades do ‘poder’ de Johnson.
           Em Next, vemos mais uma história que assemelha-se aos quadrinhos, contando a história de um homem comum que se vê, de repente, como um super-herói disposto a salvar a nação, além de uma trilha sonora que não valoriza os principais momentos do longa e efeitos visuais que deixam a desejar quando não aplicados em câmeras lentas.
           O Vidente, de certo, é superior ao longa anterior de Cage, O Motoqueiro Fantasma, e pode apresentar boas sacadas, se apresentando como um bom entretenimento à medida em que a audiência se predispõe a isso.

“Eu já vi todos os possíveis finais aqui e nenhum deles termina bem para você”

 

De gostou, comenta…