teatroheader.jpg

 

 

 

 cenacritica@gmail.com

 . Mais novos no site

 

 

 

 .

[SAUDADE EM TERRAS D’ÁGUA] Poesia sem palavras


441 - Xavier CANTATA epopéia de uma família fadada ao exílio numa estética apurada que envolve elementos de teatro e dança. Quem teve a oportunidade de assistir ao espetáculo Saudade em terras d’água, na noite do último sábado (4), saiu do Teatro Apolo sem palavras. Elas eram desnecessárias, como ficou provado durante os quase noventa minutos de apresentação da Companhia Dos à Deux, dentro da programação do Festival Palco Giratório.

 

.

 

[PINOCCHIO] Valores escassos na sociedade

 

Um boneco de madeira que, graças a uma fada, consegue andar e falar. Para se tornar um menino de verdade, no entanto, Pinocchio precisa ser honesto, íntegro. Esse é o maior sonho da ingênua criatura. E também do seu criador, o carpinteiro Gepeto. Para realizar esse feito, eles vão contar com a ajuda de um grilo falante, que faz às vezes de consciência e precisa se esforçar bastante para tentar colocar esse boneco na linha. A história de Pinocchio, do italiano Carlo Collodi, encantou crianças e adultos que lotaram o Teatro da UFPE este final de semana.

 

.

 

[CIRCO NACIONAL DA CHINA] Beleza e acrobacias agradam o público

 

O acidente da sexta-feira (04/04), envolvendo dois integrantes da trupe do Circo Nacional da China, que fez temporada no Recife este fim de semana, não tirou o brilho da apresentação do sábado (05/04). Uma trilha sonora impecável marca um espetáculo cheio de cores que tem como tema a natureza. Sapos, abelhas, aranhas, aves, esquilos, macacos, formigas e até flores participam desse universo onde a dança e a acrobacia são elementos fundamentais.

 

.

 

[TOALETE] Para passar o tempo…

 

Dez pequenas cenas ambientadas num luxuoso toalete feminino. Texto e personagens que trilham um caminho de fácil acesso ao público. Uma solteirona evangélica, homossexuais, empresárias, peruas, modelos, prostitutas e até um casal de noivos – com direito a sogra e ex-namorada. Situações inusitadas, passíveis de acontecer, num local onde as mulheres costumam estabelecer uma certa cumplicidade entre si. Esses são os elementos da peça Toalete, que esteve em cartaz no Recife nos dias 5 e  6 de abril, no Teatro da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Outros Destaques   .

. 

 

[NEGRO DE ESTIMAÇÃO] Tradições e contradições do negro brasileiro

 

A força do texto de Marcelino Freire é transposta para o palco num espetáculo que mistura teatro e dança contemporânea. Kleber Lourenço buscou inspiração em oito contos do livro Contos Negreiros (Record, 2005) para construir seu Negro de Estimação. Um negro cujo estereótipo é desmascarado à medida que é exposto. E escancarando as conseqüências de uma relação social que remonta à formação da própria sociedade brasileira, a montagem do ator-bailarino caruaruense pontua visões preconceituosas que evidenciam a dualidade entre o negro e o branco, na qual o segundo é colocado como modelo a ser alcançado.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Relação Completa Cena Crítica

 

Uma resposta to “[CenaCrítica]”

  1. CineCrítica Says:

    Ator, espectador. Palco, texto. O teatro nunca precisou de muito mais que isso para emocionar, provocar a reflexão, fazer rir. Ele mexe com o que há de mais permanente no ser humano, através dos séculos e das culturas: a capacidade de amar, odiar, sentir compaixão ou revolta. E isso não acaba nunca. Teatro é a emoção mais perto de você. É cultura. É liberdade de expressão. A cada espetáculo, a cada apresentação, o teatro se renova, ganha energia na troca com o público. Aliás, não esqueça: hoje tem espetáculo. Não perca.

    (Texto extraído de uma campanha publicitária da Rede Globo, veiculado em revistas de circulação nacional em novembro de 2006)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s